Canção de vidro

E nada vibrou…

não se ouviu nada…

Nada…

 

Mas o cristal nunca mais deu o mesmo som.

 

Cala, amigo…

cuidado amiga…

uma palavra só

pode tudo perder para sempre…

 

E é tão puro o silêncio agora !

 

Mário Quintana

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s