A Alma e a Geringonça

A Alma e a Geringonça, aí é que está o problema…
Seremos acaso uns autômatos cuja complexidade de
reações nos faz acreditar num ilusório livre-arbítrio?
Essa coisa dos torpedos autodirigíveis dá para
desconfiar um bocado… Acontece que somos muito mais
complicados do que eles – eis tudo.

Mas este jogo de pensamentos em que nos
comprazemos é tão limitado como um jogo de palavras.
Senão, já teríamos descoberto e resolvido tudo, em
tantos e tantos séculos de funcionamento.

É verdade que temos tido jogadores hábeis como
Platão, para apenas citar um craque da Antigüidade. Mas
se nem Platão, muito menos eu e tu, leitor.

Mário Quintana

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s