No conjugar amor

Descobrimos coisas
      que ninguém mais sabe
Coisas diversas do saber comum.
      A transfusão que existe no beijar
      quando a ternura é líquida
      E a transparência
      opaca
      do suor
      quando o amor é feito
      E o jeito que nos fica
      de namorar o corpo
      E o exagero em tudo que se diz
      nas juras repetidas
Descobrimos coisas
      que ninguém mais sabe
      e que aprendemos juntas.

Manuela Amaral

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s