Envelhecer

Antes, todos os caminhos iam,
hoje, todos os caminhos vêm…
A casa é acolhedora, os livros poucos
E eu mesmo sirvo o chá para os fantasmas…

Silêncio, Solidão, Serenidade.
Quero morrer na selva de um país distante…
Quero morrer sozinho como um bicho!
Adeus, Cidade maldita.

Que lá se vai o Teu Poeta.
Adeus para sempre, Amigos…
Vou Sepultar-me no Céu!

E todos esses que aí estão
Atravancando meu caminho,
Eles passarão…
Eu Passarinho!

Mário Quintana

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s