Envelhecer

Antes, todos os caminhos iam,
hoje, todos os caminhos vêm…
A casa é acolhedora, os livros poucos
E eu mesmo sirvo o chá para os fantasmas…

Silêncio, Solidão, Serenidade.
Quero morrer na selva de um país distante…
Quero morrer sozinho como um bicho!
Adeus, Cidade maldita.

Que lá se vai o Teu Poeta.
Adeus para sempre, Amigos…
Vou Sepultar-me no Céu!

E todos esses que aí estão
Atravancando meu caminho,
Eles passarão…
Eu Passarinho!

Mário Quintana

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s